Subir 
Tecnologia na educação: vale a pena investir? 19 julho, 2017

Tecnologia na educação: vale a pena investir?

Mais pessoas saindo dos centros de ensino, menos contratações, mais demanda de trabalho. Como lidar com tais questões sem quebrar a balança do mercado?

Segundo pesquisas de diversos centros e institutos – como IBGE e SEAD – a taxa de desemprego no Brasil está fortemente atrelada à falta de qualificação dos profissionais que buscam por vagas e oportunidades de trabalho, nas mais variadas áreas de atuação. Sobretudo, segundo estudos regidos pelo Think With Google – laboratório de inovação e pesquisas da empresa – a educação, a nível mundial, é a melhor forma de inovação e saída para a resolução de mais de 80% dos problemas enfrentados pelas populações de diversos países.

Mas, e como atuar na área da educação de forma otimizada sem perder o ritmo de entrada e saída de profissionais no mercado? É preciso ter em mente que tal movimentação é dada por um movimento natural: a partir do momento em que finalizamos nossa jornada de estudos, na maioria dos casos, o primeiro instinto é a busca por oportunidades de trabalho. Assim, empresas e empresários precisam se atentar ao fato de que estar ambientados com tecnologia e, acima de tudo, oferecer ambientes e soluções tecnológicas para seus alunos, colaboradores ou funcionários é, sem dúvida, a melhor forma de agilizar os processos educacionais de forma qualificada. Ou seja, garantindo excelência de aprendizado de forma mais assertiva e rápida.

Seguindo o mesmo propósito, a Soma desenvolve bancadas didáticas visando otimizar o processo de ensino e aprendizagem, oferecendo uma vivência prática da realidade profissional. Imagine que seu funcionário deverá operar uma máquina específica durante sua jornada de trabalho? Com o treinamento correto e equipamentos quase que idênticos aos usados no dia a dia, tudo fica mais simples, concorda?

Por fim, unir tecnologia e educação sempre será uma forma precisa para que técnicas, procedimentos e ensinamentos, nas mais variadas vertentes, não sejam perdidos pela pressa do movimento de migração de alunos para os centros de trabalho e, também, do desejo de empresários de que sua operação produza mais sem qualificação e melhorias nas formas de trabalho. Além disso, a união entre tecnologia e educação também é válida para os bolsos de todos: quanto maior for o domínio do colaborador sobre suas tarefas, melhor ele produzirá e, assim, mais receita é revertida para o empresário.

E na sua empresa, quando as portas estarão abertas para a inovação? Conheça nossas bancadas didáticas.

Tags: